Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Desafio: Uma História...

[Inspirado nisto.]

 

 

Quando vi aquele post pensei why not? Não tenho nada a perder... O problema é que ando com a mente tão dESarrumada, que nem sabia por onde começar...Tenho medo de ficar motionless...E agora?

"Não stresses" repetia para mim mesma, "Just smile, e vais ver que logo te desenrascas com qualquer coisa na altura..."

É que tenho um problema um tanto agridoce, pois quero escrever algo que fique longe do detestável, mas só tenho mesmo jeito para crónicas de psicóloga...

Olha vamos esperar que me and my post agrade ao máximo de pessoas possível, porque realmente without you nada disto seria possível. Obrigada a todos que seguem e visitam o meu blog! ♥ 

Também quero...

“We knew within weeks of meeting we would marry and I have never once regretted it. It hasn’t all been plain sailing but the tough times have only made me appreciate this wonderful man I call my husband even more.” – SarahK

 

“It is still a source of amazement that, although we were both very young when we married, and knew practically nothing, we thought we knew everything we needed to know. Perhaps we did. What we were both certain about was that it would all work out. And I think it is safe to say that it has.” –Wildwood

 

 “She’s still finding out who I am. It would be boring to have all the information from the start.” –SaraEvans

 

 “Glyn has just recently retired and we are starting our lives together all over again, he is still full of wit, full of fun and full of love for me and our family, we enjoy everyday we have together . . . If I knew then what a know now’? I wouldn’t change a thing !!!” – MollyMay49

 

Quando se ama, não é assim tão difícil quanto parece. Nós conseguimos boo :) ♥

(A notícia completa aqui.)

 

 

Mulher (Im)Perfeita?!

         No Público saiu hoje a notícia de uma modelo (que pessoalmente desconhecia), Cindy Crawford, que apareceu fotografada no Twitter pelas mãos do jornalista Charlene White, do canal ITV. E qual é o problema, dizem vocês? É que a foto lançada foi mesmo esta, a mesma a que o jornal português descreve como "uma foto normal não fossem as rugas, a barriga saliente e com marcas e as pernas com manchas, habitualmente "apagadas" com programas de edição e manipulação de imagem". Por outras palavras, foi recentemente divulgada, para a Internet, uma fotografia de uma modelo sem Photoshop! Woow...

           E agora pergunto-me eu, que até me considera uma moça +- esperta, porque é que não fazem sempre isso? Qual é mesmo a necessidade de utilizarem carradas de Photoshop em todas as fotos que são partilhadas na net, televisão, jornais, revistas...? Porquê a constante preocupação em espalhar a perfeição?... A mulher ideal, o homem ideal, o corpo perfeito, etc etc..  É que, pelo que me parece a mim, a única coisa que provoca em todos os homens e mulheres é uma falta de auto-estima enorme, uma fraca consciência da realidade, e desilusão. Nada mais.

         Agora vocês dizem, "tudo bem, mas o objetivo é que o conteúdo que vemos seja muito mais apelativo e atraente", e eu respondo-vos: okay, mas então para isso não existem já tantas 'batotas' que se pode fazer como: maquilhagem certa, roupa mais apelativa que se pode comprar, dietas, ginásios... E muito mais coisas que já existem com esse mesmo objetivo de tentar mudar quem somos! De nos tornar melhor, mais bonitos/as... E, na minha opinião, já são mais que suficientes! Porque se se pretende mesmo continuar com este ciclo vicioso de tentar constantemente mudarmo-nos, no final de conta já não deixamos de ser quem somos, de todo?

 

RANDOM REVIEW: The Theory of Everything

 Fui hoje ver "A Teoria do Tudo" ao cinema que, (para quem já não tá farto de ouvir falar nele), é uma história biográfica da vida do Stephen Hawking. Em geral, toda a gente conhece o cientista e sabe +- da sua história de vida claro, mas digo-vos honestamente que não perdem mesmo nada em ir ver o filme na mesma.

Sem vos querer spoilar muito, se pudesse resumir este filme em três palavras seriam: intenso, MUITO romântico, e igualmente dramático. É daqueles que vos vai fazer chorar baba e ranho, I tell you that. Qual "Fifty shades" qual quê, este é provavelmente o filme mais romântico que já vi em toda a minha vida, e só de saber que é baseado na sua história verídica...woow...MUITO lindo mesmo. (P.S.: Levem lenços se forem mesmo vê-lo, depois não digam que não vos avisei!)