Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

DESAFIO: Recordar é Viver...

No cantinho da Marta desafiaram-me para relatar um/ou + recordações da minha infância, daquelas que considero mais especiais, por isso mesmo lembrei-me destas:

  • Tinha eu uns 6 anitos, a minha mãe vira-se para mim e pergunta-me "Olha, se pudesses escolher preferias ter uma maninha ou um cãozinho?". Sendo que desde que eu me conheço que queria ter um animal de estimação respondi rapidamente toda feliz: "Um cãozinho!!". Ela, com um ar desiludo por uns momentos, olha para o meu pai, depois olha para mim e só me responde: "Tarde demais, linda..."
  • Uma vez, andava eu na escola primária, tive um sonho super real onde a minha escola tinha sido assaltada, levaram imensa coisa, 'tava tudo pelos ares. Ora eu, míuda, ainda não distinguía bem o sonho da realidade, por isso fui contar ao meu pai como se tudo tivesse acontecido realmente. Ele acreditou, foi contar à Direção da escola...e graças a mim,a escola tem até hoje câmeras de vigilância  (o mais engraçado é que o meu pai só soube que não tinha passado de um sonho ANOS depois)
  • Quando tinha 2 anos fechei a minha mãe na cozinha à chave. Ela tava distraída a limpar a casa, e quando deu por isso, ligou para o meu pai (que não tava em casa e que se tinha esquecido da chave de casa, AI DESTINO), e para os bombeiros, explicares-lhe a situação, para lhe darem o número da vizinha de baixo para lhe abrir a porta... Tudo isto ao som dos meus berros desesperados porque não sabia da minha mãe! Mães sofrem...(é de salientar que a partir daí acabaram-se as chaves de fechaduras lá em casa!)

Follow Friday

No meu primeiro follow friday vou destacar não um, mas 3 dos meus blogs (E bloggers) favoritos:

  • Marta-omeucanto: Com posts diários sobre os + variados temas, este blog está sempre atual, e com uma óptima escrita muito característica, como se brincasse com as palavras...
  • Cronicas de uma Psicóloga: Para amantes da Psicologia, este blog é uma óptima escolha, com assuntos e vídeos muito divertidos e curiosos!
  • Motionless: O blog narra o dia-a-dia de uma portista, sempre feito com um pingo de sarcasmo, e uma boa dose de gargalhada. Muito bom!

"A book is a dream that you hold in your hands..." - Neil Gaiman

Como dia Mundial do Livro (e do Direito de Autor), estão a decorrer IMENSOS eventos/promoções/trocas muito úteis, por isso resolvi partilhar algumas daquelas que considerei + importantes! Espero que vos seja útil:

 

 

Tabu?!

    Ontem vi esta notícia acerca de uma menina, de 9 anos, que era constantemente abusada pelo avô de 70 e tal. A pobre miúda só avisou a professora passado meses do episódio se repetir, tudo porque tinha vergonha de falar (por isso não contou a nenhum familiar, provavelmente). Os abusos eram feitos quando TODA a família estava presente em casa, o avô simplesmente chamava a miúda para um local mais à parte, ninguém dava conta... O que achei mais interessante foi que o psicólogo que acompanhou este caso afirmou que "se a sexualidade não fosse um assunto tabu, esta menina teria muito provalemente se queixado mais cedo, e logo sofrido menos abusos". E é tão verdade!!

   Entristece-me tanto ver crianças, e adultos, a sofrerem este tipo de abusos, violências físicas, violações... repetidamente, com um grave receio de contar a alguém, com medo de serem julgados, de ficarem mal vistos, da reação dos outros. É horrível! É gravíssimo quando vejo na televisão que desde 1980 e tal estão a "tentar" implementar uma lei que promova a Educação Sexual nas escolas como disciplina fundamental... E o mais grave: ainda não o conseguiram! E quando há programas que vão às escolas que calham falar no assunto da sexualidade, ainda são muitas vezes mal vistos pelos próprios pais e alunos! O pior é quando os próprios pais não desenvolvem este tipo de conversas com os filhos, zangam-se quando há programas que tentam fazê-lo, e depois ainda esperam que os filhos saibam como as coisas funcionam.

    A sexualidade existe, é uma realidade, e ela não vai desaparecer se a ignorarmos! Pelo contrário, quando não há conhecimento sobre o tema, ela só vai trazer ainda mais problemas! (gravidez precoce, doenças sexualmente transmissíveis, etc..) Falem sobre ela, discutam-na, ensinem-na aos mais novos! Pois ninguém nasce ensinado, e se não o querem fazer, então promovam alguém que o faça, é necessário. Como lia num artigo há dias "Se não são os pais a falar sobre o tema aos filhos, são os colegas, que na maior parte das vezes ainda estão pior informados, que lhes vão passando informações errôneas uns pelos outros." 

    Eu ainda não tenho filhos, é verdade, mas tenho uma irmã adolescente, que me faz perguntas como 'o que é isto?', 'o que é aquilo?', 'como funciona?', 'p/ que serve?', e eu tento sempre responder ao máximo de questões possíveis de forma fácil e esclarecedora para ela. 

Porque é tão difícil entrar na Faculdade (Pública)?

     Sempre fui considerada uma excelente aluna, tinha boas notas, era bem comportada, enfim.. Infelizmente no secundário acabei por frequentar uma das escolas + exigentes do país (que me trouxe mais desvantagens que vantagens), pois acabei com uma média que nem chegava a 13. Ora esta média, para alguém que queria seguir Psicologia, não dava nem para 'mandar cantar um cego', por isso tive que optar pela faculdade privada para fazer a licenciatura. 'Tou agora no 3º ano, e com o mestrado prestes a bater a porta, o que mais queria (e sempre contei) foi tirá-lo numa pública: não só para pagar MUITO menos de propinas (quase metade do que se paga numa privada), mas para aumentar a minha taxa de empregabilidade. Pois aí é que está o problema! Como alguém que mora na Margem Sul, sempre pensei que a proximidade a Lisboa me iria trazer muitas vantagens, especialmente na hora de encontrar uma boa faculdade! O pior é que Universidades Públicas com Mestrado a Psicologia Clínica só há uma, a de Lisboa, e segundo o que consta, o ano passado nem chegou a abrir vagas para alunos externos à faculdade...

    Agora a pergunta fica: Como é que é suposto uma pessoa tirar um Curso Superior em Portugal?

Será que ao pagarmos resmas de dinheiro às privadas estão-nos estas a garantir um melhor posto de trabalho para o futuro? (Será que realmente estamos a apostar num bom investimento?) Como é que se entra, de facto, numa pública? É que pelas notas também não é, porque sei de n estudantes com médias de 18 que não entram... por isso qual é o truque? Será que tenho de ir para cascos de rolha para conseguir entrar no que quero?...

Dia dos Beijinhos!

Pelo que parece hoje é o Dia Mundial do Beijo!! Por isso mesmo resolvi falar de alguns tipos de beijos conhecidos... vejam se reconhecem alguns deles:

  • O beijo à Titia: São os famosos beijos que lembram os dados pela tua tia/avó. Caracterizam-se por serem muito pegajentos, cheios de saliva, prolongados, e chatos mesmo em geral. São horríveis!
  • O beijo à la peixe: 'Tão a ver as bocas dos peixes? Têm um formato de "o", parece que estão sempre espantados com alguma coisa? Agora imaginem receber beijos de alguém assim. São rápidos, estranhos, e quase não se sentem. Ex: 1º beijo da primária.
  • O beijo 'de marca': Este beijo ocorre sempre que alguém te decide beijar, mas esquece-se que está a usar um daqueles batons que se fica com a marca mesmo passado anos...É um beijo desconfortável e chamativo.
  • O beijo que não acaba...: Também pode ser dado por um membro da família (no meu caso leia-se tio e pai). É quando a pessoa que te beija: a) Acha que quanto mais longo o beijo, melhor é; b) Acha que para quê só dar um beijo, quando se pode dar mil? E não estou a falar daqueles gostosinhos e fofinhos, mas daqueles chatos que parecem não ter fim...

E etc, etc... Existem MUIIITOS mais tipos de beijos... Uns melhores que outros, obviamente. Mas em geral, todos os beijos são óptimos, desde os mais maternais, até aos mais apaixonados. Para além disso beijar emagrece, reduz o stress e promove o bem-estar! Por isso tem-se aqui óptimas boas razões para o começar a fazer! O que esperas?! 

 

Nós somos FANTÁSTICAS!

[ATENÇÃO: Este post não pretende conter um pingo de vitimização, ou de denegrimento, a qualquer um dos géneros. É apenas a minha visão dos fatos sobre este assunto. Prosseguindo...] 

 

     Há dias, num daqueles que parei para contemplar a beleza do universo, deparei-me com o seguinte pensamento:

As mulheres, mais do que qualquer outro ser, passam literalmente a sua vida toda em constantes mudanças RADICAIS. Desde pequenas. Reparem, desde a adolescência que a mulher tem de se preocupar com o aparecimento da sua menstruação, mês após mês, até aos seus 45/50 anos de idade, que fica com outras entretanhas para se preocupar... Antes disso tem mensalmente direito a (para além de pormenores + íntimos e nojentos): fortes cólicas, vómitos, má-disposição, dores de cabeça, tonturas, dores musculares, etc etc.. Ainda por volta dessa altura, por razões pessoais ou por envolvimento amoroso, é depois obrigada a tomar a pílula, coisa que lhe vai trazer mudanças hormonais ainda mais instáveis diariamente (dores de cabeça, náuseas, cansaço,diarreia...). Claro que tem opção, pode também não a tomar, ficando nesse caso sujeita a engravidar: mais má-disposição, mudanças de humor, de volta os vómitos, cólicas e tudo por aí...durante 9 meses.

     Já num futuro mais tarde, na entrada da sua suposta 'velhice', a mulher (que teve poucas coisas para se preocupar durante a sua vida antes) ganha ainda mais uma nova alteração hormonal das boas: a menopausa. Um período que se caracteriza por "ondas de calor", tonturas e palpitações, distúrbios menstruais, depressões, fragilidade óssea, entre muiitos outros... até pelo menos aos 65 anos de idade.

     Para não falar de todos os outros problemas que enfrenta ao longo da sua vida... 

 

     Para mim estes são mais que bons motivos para nos considerarmos um espéctaculo, e dignas de todo o respeito e admiração!

 

 

P.S.: Obviamente isto não quer dizer que os homens não passem por algumas destas mudanças, porque passam, nomeadamente na puberdade e na andropausa, esta é só a minha constatação dos factos, no meu ver. Para além disso serve também para nós, mulheres, não nos esquecermos o quão fantásticas somos 

U GO GUUURL!

      Estes dias tenho estado imparável de um lado para o outro a organizar a minha casa, o meu quarto, (a minha vida), e reparei no seguinte (que já era mais que óbvio): EU SOU UMA DESARRUMADA DO PIORIO! Eu mantenho as minhas coisas como eu quero, no sítio, durante uns tempos (leia-se dias), mas passado um bocado já está tudo do avesso de novo, e isso tem implicações a longo prazo: atraso na entrega de trabalhos, más gestões de tempo, aumento do stress e correria contra o tempo... E sabem que mais? Tou farta disso. Tou farta de andar a correr de um lado para o outro, sempre em luta contra o tempo. Preciso de respirar um pouco, e preciso principalmente de me organizar.

Por isso mesmo vou estabelecer como metas, daqui para a frente, ser mais organizada em TUDO em geral: seja em casa, seja nos trabalhos, seja em saídas com amigos, tudo mesmo... Para que não fique atrás de forma nenhuma, e consiga chegar a tempo (e com calma) a tudo.

Comecei hoje por:

  • limpar o meu quarto ✓
  • organizar a minha secretária ✓
  • pôr em dia os meus trabalhos ✓ (comecei por o de Clínica)
  • fazer a mala de viagem para o fim-de-semana ✓

A ver se continuo com o mesmo empenho e energia daqui para à frente! Força!