Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Dicas para lidar com a família no Natal

 (P.S.: Eu adoro a minha família. Estar com a nossa família é óptimo, e eu não me imagino sem a minha. No entanto, penso que toda a gente tem familiares com que têm maior dificuldade a lidar, por algum motivo. Por isso o "lidar com a família" aqui digo lidar com aqueles tios que nunca mais se calam, os primos insuportáveis que têm mania que são bons, ou as avós mais curiosas...)

 

    Em geral estar com a família é óptimo! Eles são os nossos melhores amigos e conselheiros, e estão lá para o que der e vier... O pior é quando se convive com aquela família mais afastada, e com aqueles familiares que por algum motivo em especial não morremos propriamente de amores, mas que somos obrigados a conviver uma vez por ano.

    E é por isso que aqui estamos hoje. Nesta quadra natalícia, pensei em vos dar algumas dicas para sobreviver aos membros familiares mais chatinhos, para tentarem aproveitar ao máximo o vosso Natal! 

     Aconselho-vos, por isso, a:

 

Manter o sentido de humor: Não há nada melhor do que levar na 'brinca' aquelas bocas mais desagradáveis. Não só lhes demonstra a vossa inteligência emocional pr'a coisa, como cria um ambiente muito mais saudável e menos tenso. Em vez de ficarem ofendidos ou a querer dar uma resposta torta àquela pessoa com a mania que é esperta, levem para a brincadeira, e com boa disposição... - e pensem também que, muito provavelmente, só daqui a 365 dias é que os vão ter que ver de novo...

 

Não guardar ressentimento: Apesar de tudo família é família, e a não ser que vos tenham feito uma ameaça direta de morte ou algo  problemático, não devem guardar ressentimento de ninguém por ter tido uma conversa menos bonita convosco. Lembrem-se que ninguém é perfeito, e que não vale a pena afogarem-se em pensamentos negativos nesta alturas... Principalmente quando se podem afogar numa boa rabanada!

 

Evitar assuntos polémicos ao jantar, como a política, religião...: Esta acho que é muito importante. Todas as famílias têm as suas ideologias, as suas crenças, as suas posições políticas. E todas elas (por mais ridículas que possam parecer às vezes) devem ser respeitadas. E não vale a pena entrar numa discussão e acreditar que a pessoa vai mudar a sua forma de pensar, ESPECIALMENTE num jantar de Natal, porque não vai. Por isso nada de falar de assuntos em que vários membros da família divergem, porque isso pode dar mau resultado...Depois não digam que eu não avisei!

 

Planear atividades fora de casa, jogos, filmes para verem...: Os míudos estão a ser mais irritantes do que é normal? Ponham-lhes a dar uma volta no parque, com os pais! Os mais velhos não páram de comentar a nossa aparência, personalidade e vida afetiva? Ponham-lhes a ver um filme natalício, a fazer um jogo, qualquer coisa! Ao longo do blogmas, fui dando-vos algumas sugestões de bons filmes e jogos, caso vos falte imaginação...

 

Se há algum familiar que tens realmente uma grande dificuldade em o suportar, evita-o, e pratica uma postura de neutralidade: Não vale a pena fazer frente àquele familiar que não suportas, simplesmento ignora-o. Não dês importância aos seus comentários e opiniões se isso te provoca mau-estar, e finge apenas que é como uma mosquinha que está ali a passar, que não merece ser valorizada.

 

E por último, mas não menos importante: Rodeia-te, ao máximo possível, de pessoas com que te identifiques: Sempre que possível fica perto de pessoas que te dês bem, pessoas positivas que te ajudem a passar mais facilmente a quadra natalícia. Divertes-te mais, e tiras mais partido de todas as coisas boas que o Natal tem para oferecer! 

 

Em geral, tentem aproveitar ao máximo todos os bons momentos enquanto estão juntos, porque afinal... são família! Um santo (e sossegado) Natal para todos  

3 comentários

Comentar post