Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

É de família (ou pelo menos acho que é!)

    Se no meu estágio já podiam desconfiar que os psicólogos não batiam muito bem da cabeça, então a última sexta-feira tiraram as suas próprias conclusões, de certeza. 

    Nesse dia eu estava excepcionalmente à pressa para sair de casa (para ir trabalhar), quando me dei conta que os elevadores de casa não estavam a funcionar, e pior, que um inclusivamente estava parado com alguém lá dentro. Como estava a correr para ir ao estágio, fui chamar o meu pai para avisar alguém que tirasse o pessoal lá de dentro. Ora, o meu pai estava muito bem em casa, e, apanhado de surpresa, pirou-se à pressa para ir ver se arranjava os elevadores, deixando a porta de casa aberta.

    Entretanto, eu fui andando muito bem para o meu trabalhinho, pensando que tudo ia ficar resolvido, quando de um momento para o outro recebo uma chamada da minha irmã, a dizer que estava sozinha em casa, a porta estava aberta, e que não estava a perceber nada do que estava a acontecer. Expliquei o sucedido, e disse para ela fechar a porta, pensando eu que ela ia ficar em casa para abrir a porta para o meu pai, assim que ele chegasse.

    Pois, enganei-me. Ela entretanto teve de sair de casa, fechou a porta, e ala-que-se-faz-tarde. Entretanto eu, no estágio, à espera de um paciente para consulta. Mandei-o subir para vir ter comigo, e não é que quando abro o elevador, em vez do meu paciente, vejo o meu pai, com um ar de cansado e desesperado, a pedir a chave de casa para lhe abrirem a porta! Fico com cara de parva a olhar para ele, especialmente quando reparei que ele vinha de pantufas e robe vestido!!

 

    Conclusão, sempre que se armares em super-heróis e tentarem salvar pessoas que ficaram presas em elevadores, depois não se admires que os seguranças à entrada do Centro de Saúde vos barrem a entrada, por não terem consulta marcada de Psicologia!

7 comentários

Comentar post