Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

O fim das revistas?!

    Estou muito triste. No outro dia quando saía com a minha irmã, passámos por uma papelaria nossa conhecida, e a minha irmã lembrou-se de irmos comprar revistas para nós, visto que agora estamos "de férias" (relativo, mas irrelevante). Entrámos, e perguntámos pela Bravo, que costuma ser a revista de eleição da minha irmã, a qual a senhora respondeu "- A Bravo desde há uns tempos que deixou de ser vendida nas papelarias. Agora só existe em formato digital.". Estranhámos, porque nunca tinhamos ouvido tal coisa. Foi a minha vez de perguntar pela Cosmopolitan deste mês. Desde o final do ano passado que eu não tinha tido tempo de ler a revista, e já tinha imensas saudades de me rir com as dicas do Gustavo Santos sobre Como-fazer-amor-connosco-próprios-visto-que-somos-o-único-amor-da-nossa-vida. Acompanho a Cosmopolitan desde os meus 18 anos, e parecendo que não, faz-me imensa falta ter este escape no dia-a-dia. E nisto cai o mundo aos meus pés. 

    "Lamento, mas a Cosmopolitan lançou a sua última revista em Janeiro deste ano. Temos aqui outras se quiser, a Elle, a Activa...Sei que o problema destas revistas é estarem cheias de publicidade, mas não existem aquelas revistas de antigamente..." Para ser sincera, nem me lembro do que a senhora disse a seguir. Estava parva. Tão parva, que não descansei até percorrer o resto das papelarias da avenida à procura das revistas, à procura de um engano qualquer daquela senhora. Escusado será dizer que foi em vão, todas me disseram o mesmo. Ambas as revistas que eu e a minha irmã procurávamos acabaram. E isso pôs-me a pensar: Até que ponto os dias destas revistas estão contados? Não falo apenas da Cosmopolitan e da Bravo em específico, mas de todas em geral. Será que no futuro deixarão de existir revistas, de todo? E se sim, o que vai acontecer depois aos livros? Seguirão eles o mesmo caminho? Será que num futuro, bem próximo, tudo o que é de papel será informatizado? Deixaremos de pegar em pedaços de folhas, para pegar em tablets, computadores, smartphones? Deixaremos de olhar para as páginas de papel, e olharemos para ecrãs de luz?

    Sei que muita gente pode achar que estou a exagerar nas minhas generalizações, mas assusta-me pensar que este vai ser o nosso futuro. Adoro ler em blogs, sites, e tudo o resto...mas chamem-me oldfashioned se em relação às minhas leituras, ainda prefiro as ter em suporte de papel.

5 comentários

Comentar post