Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

O que fazer quando o stress e desmotivação toma conta de ti?

    Posso dizer, sem rodeios, que as últimas semanas foram provavelmente as mais ansiosas e stressantes da minha vida. Digo isto porque tive 'sintomas' que já não tinha há imenso tempo (choro compulsivo frequente, insónias, pesadelos diários, cansaço extremo..), ao ponto de ter de tomar medicamentos para conseguir dormir. E não é que não saiba o motivo de estar assim, pois é mais que óbvio, faculdade: cadeiras por fazer, tese atrasada e sem apoio, o tempo a passar.. Mas isso não quer dizer que 'seja normal' sentir-me desta forma.

    Sabem a sensação de ter uma bomba-relógio diariamente na vossa cabeça, constantemente a fazer barulho, constantemente a avisar-vos que há algo que não está bem, que o tempo vos corre das mãos..? É assim que me tenho sentido ultimamente, durante o dia todo. Sinto que devia de estar a fazer alguma coisa útil, que o tempo está a passar, mas que ao mesmo tempo, não tenho motivação para nada, nada. É das piores sensações do mundo.

    E deixa-me ainda mais triste porque penso que ninguém consegue realmente perceber como me sinto. Não é que não tenha apoio suficiente daqueles mais próximos de mim, porque acredito que fazem tudo para me ajudar mesmo, mas parece que não conseguem realmente sentir o quão triste e frustrada estou, desvalorizam que é tudo uma questão de dias, e isto passa. O pior é que já passaram imensos dias e continuo na mesma.

    Quando se entra neste ciclo vicioso não é nada, reformulo, não é MESMO nada fácil retomar ao ritmo normal das nossas vidas. E não é fácil para ninguém: nem para nós próprios, nem para a nossa família/amigos/namorado.. que também já não sabem o que fazer para te ajudar.

    O que mais me preocupa nem é só eu estar ansiosa e nervosa, é, como psicóloga, não conseguir ajudar os meus próprios pacientes a serem optimistas em relação ao seu futuro. Como é que posso conseguir ajudar alguém a ficar melhor, se eu própria sinto que não estou bem?..

    O que acho que estou a tentar dizer é que preciso de tempo, para mim. E descanso, muito (já vos disse que não tive férias de Natal?). E de desabafar com alguém que simplesmente me oiça, e não desvalorize com um "é normal", ou "estás a exagerar", até porque pode provavelmente ser  normal estar assim, e até posso estar a exagerar, mas acreditem que não faço de propósito. Quero tanto quanto possível que isto passe rápido, para voltar a ser activa. 

 

16 comentários

Comentar post