Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

As Renegadas

    A minha irmã é louca por filmes de terror (ainda não percebi como é que ela é do mesmo sangue de que o resto da família, porque ninguém cá em casa é fã de filmes de terror, mas deve ter saído às pedras da calçada, só pode...).

    Há dias ela foi com as amigas ao cinema, para ir ver o Anabelle 2. Só que se esqueceu (esqueceram) de um pequeno pormenor: o filme era para maiores de 16. E ela era a única que tinha 16 anos do seu grupo de amigas, e para cúmulo, não tinha trazido o seu bilhete de identidade. 

    Claro que lhe barraram a entrada: "-Não vos posso deixar passar sem ver o vosso cartão de cidadão meninas, desculpem, escolham outro filme."

    A minha irmã, ao contar-me isto, disse: "Como àquela hora não estava a dar nada de interesse, tivémos que escolher ver os Renegados, que foi, no fundo, como todas nós nos sentimos na altura..."

    E é por este motivo que eu tenho a irmã com as melhores saídas de sempre.

Casei os anos!!

    Fiz ontem, dia 23, os meus 23 anos. E como ouvi por aí dizer que isso significa que casei os anos, achei melhor fazer nada mais, nada menos, do que os meus votos de casamento. Se é para casar, que seja à grande!

Por isso mesmo, Eu prometo (que vou tentar)...

  • ...Nunca mais deixar uma série a meio;
  • ...Deixar o par das meias sempre um ao pé do outro, para quando sairem da máquina de lavar eu as encontre, e não tenha que fazer figura de tontinha, e usar meias de cores diferentes;
  • ... Acordar mais cedo para fazer exercício. Ok, é melhor tirar a última parte. Acordar mais cedo, só. (Hmm.. é melhor corrigir: Acordar mais cedo, só).;
  • ...Variar a música que meto como despertador, para depois não me fartar dela (já não posso com a música da Áurea - Busy for me);
  • ... Regar mais as minhas plantas, para que não morram tanto (preocupa-me que, algum dia destes, possa ir presa por assassínio de plantas);
  • ...Olhar mais para a data de validade da comida, para que não me aconteçam outra vez acidentes daqueles na wc... :(
  • Por último, prometo nunca mais chamar-me velha a mim própria, especialmente num post da sapo. Porque vou ser algo de muita piada 

    Ok, agora a sério... Claro que tudo o que disse acima era muiiito importante, mas ainda mais importante do que isso é que esteja cá para assistir a tudo isto passado outros 23 anos, e depois outros 23 anos, e depois outros 23... Porque na minha mente vou ser imortal.

    Imortal, imortal, não digo; mas que passe mais anos felizes com saúde, e com os que quero ao meu lado, é o que mais desejo.

    Happy B-day to me 

Eu defendo que as mães deviam dar as indicações aos turistas perdidos!

turista perdido.png

    Sabem quando os turistas estão perdidos e vos pedem indicações para ir a um determinado lugar? Pois é, eu raramente sei localizar o sítio pretendido, e, quando sei, nunca tenho jeito para lhes explicar o trajeto até lá. Já as mães é outra coisa, não sei como é que elas fazem aquilo, mas sabem sempre onde estão as coisas!

Fui atacada por um ganso!!

    Apanhei um dos maiores sustos da minha vida. Estava eu a fazer um piquenique, onde estava constantemente a ser atacadas por abelhas a quererem-me roubar a comida, quando decedi pegar na minha sandoca e abaixar-me (porque lembro-me de ter lido não sei aonde que isso ajudava a afastar as abelhas por uns momentos).

    Quando me abaixei, olho em frente, e durante uns milisegundos faço contacto visual com um ganso. Só que não era um ganso qualquer. Era o ganso mais esfomeado à face da terra, pois ele interpretou o meu olhar como um sinal de que lhe ia dar a minha sandes (acabadinha de provar). Ora hell no!

    Levantei-me, desviei o olhar, e reparei que ele começou a avançar em minha direção. Fiz "Chô!" com a mão, e ia prosseguir em direção à minha sandes, quando vejo que ele continua a aproximar-se de mim cada vez mais, e mais, e mais....! E eu a andar para trás e a tentar fugir dele o máximo possível!

    Resultado, começo a fazer uma figura de ursa a CORRER de um lado para o outro a fugir do maldito ganso, que não me queria dar descanso nem por mais uma! Olho em volta e só vejo um mar de plateia no parque, todo a rir-se de mim (e com razão).

    Ao fim de uns minutos (que pareceu eternidade), o bicho lá me deu descanso. Hoje em dia não me sai da cabeça as minhas figurinhas no parque, aterrorizada, com o coração a mil, e com uma sandes de ovo na mão.

 

 

A sério, eu odeio ter a casa cheia.

Isto nem parece algo que eu diria, pois eu adoro ter aniversários cá em casa, grandes festas, e encontros com muita gente amiga, MAS...

 

...Estão 34º graus, caramba! Eu apetece-me é andar de soutien (opcional) e cuecas em casa, e não ter de me vestir de 5 em 5 minutos porque os colegas da minha irmã estão a chegar. Desde que as férias começaram, tem sido um entra-e-sai de gente cá em casa todos os dias... É um inferno... (literalmente!) :(

Haviam de ver o meu olhar de deleite para a minha camisa de noite, de verão...

A Carta...virou loira!

    Há dois dias atrás, entrei eu enchidinha de coragem e boa fé, no meu cabeleireiro habitual. Queria experimentar uma coisa nova - É verão e tal, a altura perfeita para cometer erros "cabeludos" pois podemos emendá-los até voltar ao ambiente laboral, em setembro.

   Tinha tudo planeado. Queria umas madeixas castanhas claras, para o meu cabelo castanho escuríssimo, para dar assim um aspeto "ombré" barra "luzes de verão" barra "eu sou chique". Armei-me em boa, foi o que foi.

    Virei-me para a minha cabeleireira e mostrei-lhe esta foto:

    Como podem aí ver, não sou uma mulher de grandes aventuras e inovações. Era simples, queria só aclareá-lo ligeiramente para ter um aspeto mais saudável.

    Ligeiramente... PENSAVA EU. Depois de dada à tinta, e de esperar uma meia-hora para que desse a lavagem do cabelo, secasse, e coiso e tal, começo a reparar (mantenham em mente que estive todo este processo sem os meus óculos postos, e as minhas quase 4 dioptrias não me deixavam ver o resultado final do meu cabelo) que o cabelo estava com um aspeto... digamos mais... claro, do que eu estava a calcular... Mas mesmo assim hesitei "Calma carta, tu não tens os óculos, deves estar a fazer filmes na tua cabeça..."

    Foi quando ouvi, da minha irmã (que embarcou também nesta aventura comigo), "Acho que vais gostar mana, se bem que não sei se está exatamente como tu querias" soltou, esboçando um sorriso forçado. Ai, preparei-me logo para o pior.

    Quando ouvi o finalmente "Ta-da!!! Pode pôr os óculos, o cabelo está pronto!" nem queria acreditar quando vi isto:

    Okayy... Talvez esteja a exagerar. Parece-se mais algo deste género:

    Fiquei (e ainda estou) incrédula, não só porque é uma mudança mais do que radical no meu cabelo (que me obrigou a comprar novos champôs, e a cortar nas idas à piscina durante uns dias...de modo a mantê-lo intacto), mas também porque não estou nada habituada a me ver...bem, loira. Pode não parecer na foto, mas as madeixas onde ela aclarou estão literalmente loiras, principalmente na parte da frente.

    Por isso o que é que eu levei desta história? Esqueçam as fotos, levem antes bom-senso ao escolherem um bom cabeleireiro para vocês, e que tenha o que pretendem. Quanto a mim, cá fico, no meio das minhas madeixas loiras, e habituais piadas de alheios a questionarem a minha (suposta) falta de inteligência.

Socorro!

 

    Por detrás desta confiante aparência (questionável), esconde-se um ser EXTREMAMENTE adverso ao contacto social. Quero dizer, amanhã vou ter um lanche com os colegas do novo trabalho e estou literalmente a panicar, antecipando esse momento na minha cabeça (vezes, e vezes seguidas).

    Com a minha família, grupo de amigos e pessoas conhecidas, contem comigo. Falo que me desunho, estou 100% à vontade, o problema é mesmo para me calar. Agora, com pessoas que 'acabei' de conhecer, e tenho pouco ou nada em comum, é um tormento para mim.

    Porque será que me sinto tão desconfortável?... Enquanto pensamos nisso, algum voluntário que queira ir no meu lugar? Please...

Sou uma basic white girl?!

    O 'Despacito' tem sido a minha jam recentemente. Ando viciada em redes sociais (menos o facebook, mas quem é que ainda usa o facebook?!). Os meus ténis são iguais aos de outras 3 mil raparigas. Páro em tudo o que é loja de maquilhagem (tipo bêbado à coca de tabernas). Gosto de usar uma coroa de flores quando vou a festivais. Na última semana, tirei selfies numa wc (to be fair, foi o wc do Teatro de S. Luiz, que é lindíssimo de morrer, por isso tenho desculpa).

    Help. Isto é o pesadelo para alguém que se auto-denomina "Uma carta fora do baralho"