Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Hoje em dia já não nos divertimos tanto.

 

    Vou-vos contar uma coisa. Eu vivo a dois passos do centro comercial aqui da zona - mas dois passos de carro (a pé ainda é um esticãozito )

    E quando eu tinha os meus 15 anos, (há quase 10 anos portanto, Oh meu deus como estou velha...), eu e a minha prima quisémos ir até aquele centro comercial as duas sozinhas, a pé! Mas como não havia GPS, nem telemóveis topos de gama com gps incorporado, tivémos que ir até lá à maneira antiga: à descoberta!

    Fomos até uma zona alta da cidade, para vermos onde ficava o tal centro comercial, e depois fizémos aquele percurso todo - sempre em frente. Portanto, atravessámos estradas, postos de gasolina, terra batida, terrenos abandonados, sítios onde provavelmente não seria suposto passarmos... porque estávamos a ir literalmente sempre em frente, até chegarmos ao dito centro comercial.  Lembro-me de homenzinhos verem-nos atravessar por aqueles terrenos um bocado pr'ó manhosos, com um ar do género 'O que raio é que estas duas chicas-espertas estão aqui a fazer?!'.

    Se havia caminhos mais fáceis? Claro que havia! Caminhos feitos literalmente para pedestres, mais seguros e mais 'compostos'. Mas nós não sabíamos na altura. Não havia dados móveis, e com o Moovit ainda em construção, não tínhamos outra opção senão aventurarmo-nos, e descobrirmos uma maneira de lá ir ter sozinhas.

    Escusado será dizer que chegámos ao centro comercial cheias de terra batida nos sapatos, e arranhões nas pernas por causa das ortigas que tivémos de enfrentar pelo caminho... Mas foi, sem dúvida, um dia super divertido, e uma aventura gira que passei, que até hoje me lembro cada vez que entro naquele centro comercial.

    Se pudesse voltar atrás no tempo, não o faria de outra forma...

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

A primeira vez que eu vi "O Rei Leão"

 

    Este fim-de-semana fui ver, pela primeira vez, o filme do Rei Leão ao cinema. E sim, leram bem, eu nunca tinha visto o Rei Leão... Simplesmente não calhou, e não era dos filmes que mais me chamava a atenção. Mas agora, tenho algumas coisas que gostava de partilhar com vocês.

    Em relação à história, a primeira coisa que me vem à cabeça é: o Scar realmente é um grandessísimo bitch, e com toda a certeza o pior vilão da Disney que conheço (quem é que mata o seu próprio irmão, e faz com que o sobrinho pense que a culpa é dele, em nome de ser rei?! ), e teve com certeza o final que mereceu. Já o Timon e o Pumba são os personagens que eu mais adoro, e que mais me fizeram rir com a sua vibe tão positiva, e descontraída. Gostei muito.

    Relativamente ao live-action, devo-vos confessar que achei muito estranho. Era algo que já me tinha passado pela cabeça, mesmo antes de ver o filme: "Como é que raio eles vão simular leões de verdade, a falarem e cantarem, sem parecer idiota?!"

    Eu gostei do filme, a sério que sim, e os animais eram super adoráveis, mas não posso evitar achar esquisito não ver aquela expressividade dos animais, característico dos filmes de animação da Disney (por exemplo, não ver o Simba chorar quando o Mufasa morreu; ter dificuldade em ler as expressões faciais dos animais, e até dificuldade em distinguir os próprios animais da mesma raça - como o Simba e a Nala, em crias). Sei que isso acontece porque o objetivo era fazer com que eles se parecessem o máximo possível a animais de verdade, mas para mim foi estranho na mesma. Também a parte musical ficou, algumas vezes, estranha de se ver, e acredito que na animação a mensagem fosse muito melhor passada.

    E esta foi a minha opinião sobre o novo filme "O Rei Leão", versão live-action. Alguém daqui já foi ver o filme ao cinema? Se sim, o que acharam?

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Eu valorizo muito as redes sociais, a sério que sim...

 

    ...Facilitam-nos a comunicação com os outros, aproximam-nos de amigos mais afastados, permitem-nos conhecer e partilhar experiências de vida, e blá blá blá.

    Mas por amor de Deus, párem de me dar spoilers da La Casa de Papel!

    Ontem à noite acabei por não conseguir ver nada pois cheguei à cama e caí para o lado, e hoje têm sido só fotos, vídeos e citações da terceira temporada da Casa de Papel! Não sejam egoístas, pensem que há pessoas que não conseguiram dar-se ao luxo de fazer maratona da série na noite anterior...(*chora* )

 

 

    Se não, vou pensar seriamente em abandonar as redes sociais nos próximos dias! (Suava mais a ameaça se alguém se importasse com isso, não é? )

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Sobre os festivais de Verão

    Eu não sou propriamente uma expert na matéria, mas digam-me se estiver enganada: Os festivais de Verão servem para atualizar o instagram com fotos novas no feed, ou também se costuma ouvir lá músicas de bandas e assim, nas horas vagas? 

 

    E acho imensa piada às fotos que vejo no instagram de pessoal a ir a festivais...Normalmente as fotos seguem sempre um determinado padrão, não fugindo muito dali.

    Elas só se enquadram numa das seguintes categorias:

a) A jovem encontra-se sozinha na foto, a pousar de uma forma sensual para a câmera;

b) A jovem está juntinha ao seu grupo de amigas, todas na risota, dando um ar que estão a viver o melhor momento das suas vidas;

c) Ou ainda, a jovem pode estar de costas para a fotografia, e a dar à mão ao (suposto) namorado que, não estando na fotografia, deduz-se que está a tirar a foto em questão - vocês sabem do que estou a falar...

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Tortura

    Uma boa pena para aplicar a criminosos não é mandar prendê-los numa cadeia, onde são atendidas as suas necessidades básicas de alimentação, higiene e moradia;

    ...Não é pagar alguns (relativo) euritos de multa;

    ...Não é fazer serviço comunitário durante determinado período de tempo.

 

Verdadeira tortura para qualquer criminoso sabem o que é?

    É ficar um dia inteiro numa loja de cidadão, para renovar o cartão! Isso sim, é uma pena como deve de ser! O resto é para meninos...

    Tirar uma senha às 9h e não se saber quando se vai ser atendido (apesar do mais provável ser às 5h da tarde), é o verdadeiro terror para qualquer um!

    E quando passa da nossa senha, e temos que voltar noutro dia? (Como me aconteceu a mim?) Que delícia...

 

 

 

    E agora vocês dizem-me: "Ó Carta, mas dá para agendares um dia para ires lá renovar o cartão de cidadão, não sabiaaaas?" Amigos, eu soube disso dois meses antes do meu cartão de cidadão caducar. E fui ao site deles para agendar e já só tinham vaga para Outubro deste ano (e o meu cartão caduca no final deste mês ) Por isso não, não tinha mesmo outra solução.

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Como fazer o luto de um bom livro

    Há tempos fiz um post a falar em como fazer o luto de uma série, mas ultimamente - e por culpa maioritariamente da Feira do Livro () - a minha obsessão tem sido mais com as leituras.

 

    Tenho lido tantos bons livros, que depois às tantas fico sem saber como lidar com o seu final  (first world problems)...

    Por isso hoje deixo-vos aqui a forma como eu tenho feito o luto dos meus queridos recém-chegados, e abro também discussão para me dizerem a forma como VOCÊS lidam com o final dos vossos livros.

 

1. Chorar pelo livro derram-acabado.

    O truque é deitar tudo cá para fora. Deixar todas as emoções negativas saírem é o primeiro passo para um luto bem-sucedido. 

 

2. Contar a toda a gente (amigos, familiares, entes queridos...) o final da história.

    Ninguém vai querer saber, mas pelo menos vão-se fingir interessados nos primeiros 5 minutos.

 

3. Comprar mais livros do(s) mesmo(s) autor(es)

    Há melhor forma de ultrapassar uma grande paixão assolapada, do que com uma nova? (Estamos a falar de livros, não se percam!...)

    Comprem o maior número de livros que encontrarem, dos vossos autores favoritos. Aproveitem agora que a Bertrand e a Wook estão com grandes descontos!

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.