Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

#8DomingodeConsultório: Como contar a alguém que sou gay?

pride.png

    Bom fim-de-semana a todos os que por aqui passam! Hoje é Domingo de Consultório aqui no blog, e hoje foi a vez do Rapaz Secreto sentar-se no nosso divã. 

 

Ele diz: "Gostava de saber a tua opinião sobre qual o melhor modo para se contar a alguém que se é homossexual ou bissexual. Estou certo de que haverá mais pessoas a quem poderá ajudar. Obrigado!"

 

    Para já gostava de agradecer a tua estreia aqui: muito obrigada pela participação! Agora, essa é uma daquelas perguntas que não tem uma resposta nada fácil. Antes de mais nada, aconselhava-te a ter uma clara noção das pessoas a quem é importante, para ti, assumires-te: serão os teus pais, melhores amigos, parentes próximos?; e imaginares o tipo de apoio que vais ter delas. No entanto, nunca te sintas pressionado a contar a alguém, de todo. A decisão é apenas tua, e se o escolheres fazer, fazes ao teu ritmo, e sem pressões.

    Não precisas de contar a toda a gente de uma vez, podes começar por contar a apenas uma pessoa. Aconselho-te a começar por contar a pessoas que tens maior confiança que vão dar-te apoio, assim ganhas mais segurança em ti mesmo, e crias mais rapidamente uma rede de suporte (podes até pedir a essa/s pessoa/s que esteja/estejam presente quando decidires contar aos outros).

    Quando, e se, te decidires assumir, sê o mais sincero e direto possível, contextualizando sempre o que sentes: "Tenho estado a pensar em dizer-vos algo que é muito importante para mim, e que gostava de partilhar convosco. Faço-o agora pois sinto-me mais confortável, e confiante no que sou...". Não o digas "de surpresa" nem à pressa, pois as pessoas podem não compreender, ou ficar confusas. Façam-no apenas quando tiverem tempo e privacidade com aquela pessoa.

    É importante haver uma grande preparação mental da tua parte em relação ao que as pessoas te possam dizer: têm em conta as suas crenças, religiões, idades (por serem de gerações diferentes), ponto de vista... e prepara-te para as suas eventuais reações. Nem sempre é fácil, e por isso há-que ter em conta todos estes factores antes de te assumires. Lembra-te que uma reação negativa no momento em que te assumes, não implica necessariamente uma reação negativa para sempre. Tem paciência, e dá tempo ao tempo. Cada pessoa tem o seu 'timing' para lidar com a notícia.

    Vê o lado positivo: ao assumirmo-nos junto dos outros originamos um sentimento muito libertador dentro de nós. Pois sentimos que podemos ser nós mesmos, na sua totalidade. Rodeia-te de pessoas que te apoiem, e orgulha-te de ti mesmo pelos progressos que fizeste. 

    E por hoje ficamos por aqui. O que acharam do tema do Consultório de hoje? Para a semana temos a nossa querida Rute no nosso divã! 

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartaforado.

5 comentários

Comentar post