Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Como me "vingo" das pessoas mal humoradas:

 

    Era dia de entregar o livro que tinha requisitado à biblioteca (ou pelo menos, assim pensava eu).

    Cheguei lá, disse 'Bom dia!!!' ao bibliotecário com um sorriso de orelha a orelha, o qual me respondeu com o ar mais antipático de sempre:

—Diga...

    E eu a pensar "Pronto, tudo bem, acordou mal-disposto, sem problema"! 

—Era para renovar o meu livro da biblioteca sff, porque chegou hoje ao fim.

Sempre com o mesmo ar de quem não lhe apetecia ter levantado da cama hoje, pediu-me o nome, e cartão de biblioteca.

    Dei-lhe. Prossigo a explicar que não trouxe o livro, pedi desculpa, que tive um dia um bocado caótico, e a perguntar se fazia diferença. Tenho quase a certeza absoluta de que ele não ouviu nada daquilo que eu disse, pelo que se passou a seguir.

    Sempre sem tirar os olhos do monitor, vira-se para mim:

—Não.

— Não o quê, desculpe?

—Não é possível renovar o seu livro.

—Então?

—O prazo acabou ontem, não hoje. Pelo que não é possível renovar.

—Mas como é que é possível...? Devo ter feito confusão com o dia só pode...

—Sim, fez. Pedia que me entregasse o livro sff.

—Mas eu como lhe disse antes não trouxe hoje o livro...

—Pois, então não sei. Mas tem que entregar. - Disse, desta vez a olhar-me nos olhos com o ar mais chateado do mundo, como se lhe tivesse insultado a família.

    "POR UM DIA!" - pensei eu - "Porque passou UM DIA, este sacana não me deixa renovar o livro!!! E eu que estou a precisar tanto dele para a minha tese! Filho de uma...ova."

    Respirei fundo, acalmei-me, e respondi-lhe com a voz mais adorável de sempre:

—Muito bem. Não se preocupe, virei cá amanhã entregar-lhe o livro. Muito obrigada, sim? Tenha um resto de um bom dia! 

    Sorri-lhe, dei meia-volta, e pirei-me dali. Não sei antes ver a sua cara de carneiro mal-morto, que exprimia um "Mas o que é que esta doida está-me a agradecer?"

    Esta é a minha forma de vingança quando as pessoas estão mal-dispostas comigo. Sou extra-simpática para lhes fazer ainda mais confusão. Deixo-as malucas! Eu sou terrível...

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartaforado.

8 comentários

Comentar post