Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Comic Con 2019: O fiasco

 

    Antes de começar o post gostaria de deixar claro que este ano não fui à Comic Con - não porque não queria (porque até já tinha comprado o bilhete...), mas porque adoeci - e portanto, o relato que vos trago hoje é da parte da minha irmã.

    A minha irmã esteve presente no dia 15 de Setembro, isto porque como é fã incurável de Stranger Things, e daí o entusiasmo doido para ir ver a Millie Bobby Brown (a atriz da foto, que é a protagonista da série). Como era o sonho dela tirar uma foto com a atriz, quando chegou o dia, acordou cedo (chegou a Algés antes das 10h) e foi para a fila da Comic Con com o objetivo de comprar a photo boot.

    E lá na fila acabou por ficar durante 3 HORAS...! 3 horas ao sol e a morrer de fome, mas sempre com a esperança de que tudo ia acabar por valer a pena. Ao fim desse tempo, e quase a chegar à entrada da loja, foram informadas pelos seguranças que não só as fotografias com a atriz estavam esgotadas, como também os autógrafos. E lá se foi o sonho da minha irmã de estar cara-a-cara com a Millie... 

    Mas não foi por isso que ela desistiu! Pelo menos ia conseguir assistir ao seu Q&A, na sala do auditório... ou pelo menos assim pensava. Uma hora antes de começar o Q&A da Millie, já os seguranças estavam a avisar toda a gente que não havia mais espaço para ninguém na sala, pois estava lotada. No entanto, ainda disseram: "Se quiserem, podem assistir à gravação em directo do Q&A neste televisor aqui fora, sem som(!!!!)"...

    Moral da história: A minha irmã gastou uma pipa de massa na entrada da Comic Con, na comida (que era escassa como tudo!), e nos transportes... para ficar horas em filas, estorricar-se ao sol, e não ver nada daquilo que ela queria.

    Ficam aqui algumas sugestão para a Comic Con: Que tal se a venda de fotos e autógrafos fosse feita pela internet, com dias de antecedência? Ao invés de obrigarem os miúdos a estarem horas em pé, para nada? 

    E outra: E que tal se limitassem o número de bilhetes de entrada? Calculo que deixarem entrar toda a gente é muito lindo e faz muito dinheiro, mas piora imenso a qualidade da experiência (até porque já ouvi várias pessoas a dizer que não voltam a comprar bilhetes para a Comic Con por causa da desorganização que foi este ano...)

    Por aí, alguém foi à Comic Con este ano? Se sim, qual foi a vossa experiência?

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

A minha primeira ida à Comic Con!

      Amanhã a esta hora sabem quem vai estar na Comic Con, no Passeio Marítimo de Algés??! Adivinharam, EU!  

    Apesar de já ter ido a algumas convenções no passado, é a minha primeira vez na Comic Con de Portugal... E sinto-me ansiosa, entusiasmada e desejosa que chegue o dia! 

    O meu objetivo foi ter um dia diferente (visto que esta monotomia de casa-tese-férias-tese já me enjoa...), e conhecer duas pessoas que gosto imenso! A primeira é o meu querido Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica - a banda desenhada que tanto me deliciei em criança, e sejamos sinceros, em adulta também -; e depois, também vai lá estar o Nicholas Hoult, um dos jeitosos da série Skins, que eu estava super entusiasmada para conhecer! E digo estava, porquê?

    Porque, para já, vésperas da minha estreia na Comic Con, não estou muito bem impressionada com a organização deste evento. Em primeiro lugar, o programa com os horários e as experiências só saíram poucos dias antes da Comic Con começar, e depois, se por azar, os artistas que nós gostaríamos de conhecer não fizerem Meet&Greet, Photo Booth, ou Sessão de Autógrafos no dia em que nós vamos, oh well...azar, azaróides! Que não são feitas trocas nem devoluções! 

    Devoluções concordo e entendo, em parte, mas faria tanto mal trocarem-me o dia 8, pelo dia 9 - que é o dia da sessão de autógrafos do Maurício de Sousa? Como é que era suposto eu saber disso, de antemão? Ou devia ter esperado que chegasse a véspera da Comic Con, saísse a programação, e só depois comprar os bilhetes (e arriscar-me a que os bilhetes estivessem esgotados)? Há qualquer coisa que não bate certo...

    Para cúmulo, quando tentei entrar em contacto com os organizadores da Comic Con, reparei que não têm contacto telefónico, e ao e-mail, que têm no site, não respondem...   Enfim...

    Só me resta rezar para que me cruze com o Maurício de Sousa na "lanchonetchi", ou que tropeçe no Nicholas Hoult, e lhe consiga arrancar uma foto. Torçam por mim!

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.