Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Update (e a minha desilusão com o Sistema Nacional de Saúde...)

 

    Depois de estar uma semana e dois dias de baixa médica por ter uma inflamação na garganta e nos pulmões, hoje venho-vos dizer como tenho passado.

    Os sintomas que tive foram: febre, dor de garganta, tosse, (carradas de) expectoração, falta de ar, dificuldade em dormir devido à congestão nasal e dificuldade em respirar, etc. Mas ao fim ao cabo, de toda a sintomatologia, o que mais me custou foi sem dúvida a falta de ar (devido ao catarro e expectoração espessa que tinha).

    Por causa disso, e como via os dias a passar e não sentia grandes melhoras, dia 11 voltei ao médico para me estenderem a baixa. Ora, vou-vos contar o que aconteceu nesse dia, no meu Centro de Saúde:

    Além de ter esperado 2h30 para ser atendida tive, nesse tempo, um episódio em que me faltou o ar. O meu pai, que me acompanhou ao Centro de Saúde, apercebendo-se que eu estava a ficar com dificuldade em respirar, foi chamar um enfermeiro. E a conversa foi a seguinte:

Pai: "Ajude-me, por favor, a minha filha está aflita e não consegue respirar por causa da expectoração. O que podemos fazer??"

Enfermeiro: "Ai, eu não posso fazer nada aqui, porque não tenho os instrumentos para a ajudar. Desculpe."

P: "Mas o que é que eu posso fazer? ELA NÃO ESTÁ A CONSEGUIR RESPIRAR!!"

E: "Pois, desculpe, mas só tenho ordem para a ajudar com a autorização de um médico."

    Nisto, o meu pai vai a correr falar com o primeiro médico que lhe apareceu à frente, com o mesmo desespero: "A minha filha não consegue respirar Senhor Doutor, ajude-me por favor." A resposta dele? "Se ela não consegue respirar tem que ir para o hospital, que nós aqui não fazemos nada..."

 

    Eu vou ser sincera, ponderei muito antes de fazer um post sobre este assunto... E ponderei porque não só não gosto de encher o blog com coisas tristes, mas acima de tudo falar disto (ainda) me revolta imenso.

    Depois disto, (e depois de me prolongarem a baixa até ao dia de hoje), tive um ataque de choro mal cheguei a casa. Senti-me muito triste, e sozinha, no momento em que mais precisei de ajuda. Se não fosse a minha irmã, que entretanto veio-me trazer ao Centro de Saúde um spray nasal para me ajudar a respirar melhor, eu senti que podia literalmente falecer naquele Centro de Saúde que nem médicos, ou enfermeiros, se importavam com isso...

 

    Atualmente sinto-me bem melhor e, apesar de ainda ter dor de garganta, não voltei a ter (felizmente!) episódios como os de cima.

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

...E quem é que foi que apanhou uma bela duma infeção em pleno Verão, quem foi?

preview.jpg

 

    Adivinharam, Moi je! 

    E sai uma baixa médica fresquinha, aqui para a menina da freeeente!

 

    ISTO. NÃO. É. JUSTO., NÃO.É!!!! Já tive infeções de garganta e dos pulmões no Inverno, já tive na Primavera... e agora no Verão?!

    Agora não há uma única estação do ano que eu possa aproveitar em paz, sem ter febre, dores de garganta e expectoração?! Chiça, que isto já enjoa...

    Brincadeiras à parte, não recomendo isto a ninguém. Durante a noite não durmo porque tenho o nariz tapado, durante o dia não consigo respirar, porque de volta e meia vêm os espirros e os ataques de tosse. Ninguém merece... 

    Desse lado, alguém sabe de bons remédios caseiros para acelerar o tratamento deste tipo de infeções?

    Obrigada,

    Uma adoentada desesperada.

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Eu não fui feita para dietas!

Dieta.png

    Querem saber uma coisa engraçada? O médico disse que, pelos meus sintomas, tenho uma gastroenterite viral (que me pode ter sido passada por contágio com outras pessoas que também a tiveram). O que significa que, a par dos antibióticos, anti-inflatórios, parecetamóis e suplementos alimentares que tenho que tomar todos os dias, tenho também que fazer uma dieta alimentar hiper-mega restrita.

    Epa, e eu devo ser como muitas pessoas que vocês conhecem, mas quando me dizem "Não podes comer isto!" é quando eu quero comer mais! E podem me proibir tudo, mas chocolate é a minha perdição... Não me façam isto...

    Aqui vai a lista que o meu médico me passou ontem:

 

O QUE COMER

  • Chá preto
  • Água
  • Leite e Iogurte sem lactose
  • Canja
  • Arroz
  • Nestum de arroz
  • Frango e peru cozido
  • Maçã e pêras cozidas 

 

NÃO COMER

  • Leite com lactose
  • Bebidas com gás
  • Fruta Crua
  • Sopa de Vegetais...

 

    Estão a ver agora o meu martírio, certo? Reparem que ele nem acrescentou o chocolate ao não comer porque disse logo que era uma coisa "óbvia". ÓBVIA? DESDE QUANDO É QUE É OBVIO VIVER SEM CHOCOLATE?  Eu vou passar a comer comida de passarinho, basicamente! Arroz e água.

    Talvez esteja a exagerar, mas algum de vocês já provou maçã cozida? É só a pior coisa à face da terra... E leite sem lactose? Provei hoje e só me apetecia vomitar 

    Eu não fui feita para comer comidas TÃO saudáveis... Tenho os meus limites. A minha irmã diz que devo aproveitar para me tornar vegetariana...  - a pirralha só sabe gozar comigo.

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Doentinha

garfield2.png

    Nos últimos 4 dias tenho tido episódios de febre, tonturas e má-disposição...  E apesar de não ser uma febre alta, é incomodativa, pois é o suficiente para dar a sensação de que vou cair para o lado, e de ter pesadelos tão horríveis (e reais) que podiam ter sido ideias do Hitchcock para um próximo filme.

    Como vi que isto já estava a durar algum tempo, resolvi fazer a coisa mais acertada a fazer numa altura destas: perguntar ao Dr. Google qual era o meu diagnóstico (não é suposto?!).

    Mas como o meu amigo Google tem muito pouco de "Doutor", e muito mais de "Adivinho", ele sai-me com coisas que ainda deixam uma pessoa mais assustada do que era suposto:

 

Tonturas? Isso deve-se à falta de equilibrio, que por sua vez tem a ver com uma doença no ouvido interno, que, por sua vez, é incurável.

Dores de cabeça frequentes? Pode ser sinal de doença de coração, o que significa que está a morrer!

Febre há mais de 3 dias? É grave, e deve ir às urgências o mais rapidamente possível!

 

    E posto isto, vou ter que fazer uma visitinha ao meu médico de família...

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.