Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Fazer o luto de uma série

    Ultimamente a minha vida não tem sido a mesma. Costumava chegar a casa, depois de um dia cansativo, deitar-me na cama, e ver o próximo episódio da La Casa de Papel. Agora não! Chego a casa, deito-me na cama depois de um dia de trabalho, e...falta ali qualquer coisa. 

    Sentimentos de vazio, tristeza profunda, não saber o que fazer com a vida...são sintomas muito recorrentes quando se termina uma boa série, como esta. E eu sei que não devo ser a única a sentir-se assim quando uma série acaba (ou quando estamos à espera da próxima temporada, como é o caso ).... Na minha opinião, quem se encontra na mesma situação que eu, devia fazer o luto da série que terminou como deve de ser, para conseguir ultrapassar esta perda e seguir com a sua vida no mundo das séries!

    Por isso mesmo, delineei cinco passos em baixo de como eu vou fazer o luto da minha querida La Casa de Papel. Dêem uma olhadela, e depois digam-me o que acham:

1º Aceitar que acabou. O primeiro passo deve ser aceitar que a série já chegou ao fim, pelo menos por agora, e que não vamos ver o Professor tão cedo. Berros, choros e amuos são fundamentais para ultrapassar esta primeira fase.

2º Explorar ao máximo possível os últimos trunfos da série. Isso inclui ver os behind the scenes, the making-of, bloopers, castings, entrevistas com o elenco, etc.

3º Stalkar o elenco. Seguir os atores/realizadores/escritores da série em todas as redes sociais para ver se há notícias da série, juntarmo-nos a clubes de fãs e páginas de apoio da série, e por aí fora...

4º Desabafar com os nossos amigos, e tentar viciá-los na série também. Com sorte, pode ser que consigamos converter a alguém a ver a série, e aí temos uma desculpa para ver a série com eles, e vê-los passar por tudo aquilo que nós passamos.

5º Finalmente, assistir a novas séries! Embarcar numa nova jornada, no fundo. O que é melhor para largar um vício, do que apanhar um novo?  A nível de séries foi-me recomendada, para quem foi fã de La Casa de Papel: o Black Mirror, Mr. Robot, Agatha Christie’s Poirot, Breaking Bad e How to Get Away with Murder. E vocês, têm mais alguma (boa) recomendação de séries?

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

La Casa de Papel: o vício

Atenção: Contém Spoilers! 

    Aposto que estão todos muito espantados. O quê? Tu a veres a La Casa de Papel? Ah, que espanto. Sou só eu, e meio mundo. Eu sei, é muito pouco "fora do baralho", mas o que posso dizer? Estou rendida à série do momento.

    Acabei ontem a primeira temporada, e vou hoje entrar para a segunda. Digo-vos, não faço a mínima ideia como é que eles se vão safar desta, mas tenho a certeza de que vai sair algo brilhante! É mesmo daquelas séries que não quero que chegue ao fim...

    Honestamente, o trailer não me atraiu por aí além. A ideia de ver uma série baseada num assalto não me pareceu muito inovador, e até comentei lá pelo Twitter que me fazia lembrar o filme do Ocean's Eleven.

    Mas claramente, enganei-me. Primeiro, é uma série, e não um filme. O que por si só quer dizer que não é só "um assalto", e tem que ter muito mais história por detrás (que é lindíssima, e tem um impacto brutal, por causa do papel da resistência...)

    E depois, estou apaixonada pelos personagens, e com isto quero dizer, com os actores. Acho que foram escolhidos a dedo para a série, e não podiam ter feito uma melhor escolha. Devo confessar que deles todos, o Professor (*digo isto com o sotaque espanhol*) tem um lugar especial no meu coração... 

    Outra coisa que adoro é o final de todos os episódios me deixarem de boca aberta... Acho que isso pode ser o grande 'tcharam' da série. Conseguiram escrever uma boa série, com excelentes atores, uma banda sonora que toca a todos, e ao mesmo tempo conseguiram agarrar os espectadores em todos os episódios...

    Porque às páginas tantas, como já ouvia há dias na letra de uma canção, "Entre o bem e o mal, a linha é ténue, meu bem." 

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.