Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Em 'Relação' a isto...

     Boas! Ontem 'tive a ver um vídeo sobre 2 raparigas que não conseguem "ficar" solteiras, e li também um post que ganhou destaque pelo Blogs Sapo, acerca de casais homossexuais. E isso fez-me pensar imenso acerca das nossas formas de encarar as relações amorosas: sejam elas relativamente ao género dos sujeitos envolvidos, sejam relativamente ao tipo de relação envolvida, à forma como cada pessoa as vive, etc..

      O vídeo em questão, por exemplo, fala de duas jovens que admitem não conseguir estar mais de 2/3 meses sem estar numa relação com alguém. Ambas tinham prometido permanecer 1 ano solteiras, para consolidar melhor o final de relações bastante duradouras, e não o conseguiram evitar (dizem elas não por necessitarem claramente de um homem na vida delas, mas porque 'simplesmente aconteceu'). Esse vídeo recebeu IMENSOS comentários negativos, começando por lhes considerarem umas 'oferecidas', 'insaciáveis' (e outras coisas bem piores...).

      Em relação ao post que falei à pouco, cujo tema já tem mais barbas-que-até-mais-não, relata a discriminação face aos casais LGBT, a sua luta pela igualdade, as dificuldades destes casais,etc..

 

       Posto isto, o que vos queria dizer era o seguinte, e esta é a minha opinião sincera:

  • Quer seja um casal heterossexual, homossexual, transgênero, pansessual, intergênero, etc..
  • Quer sejam eles da mesma raça, religião, cultura, nacionalidade, língua, sociedade... ou não...
  • Quer estejam estes numa relação poligâmica, monogâmica, aberta, "fechada", colorida, numa união civil, união de facto, casados, divorciados, noivos...
  • Quer sejam eles indivíduos que prefiram relações longas, quer sejam indivíduos que prefiram relações curtas...
  • Quer precisem eles de pouco tempo para "ultrapassar" o final de relações, quer precisem eles de anos...
  • Quer estejam eles numa relação à distância, quer estejam eles a 5 passos um do outro...

...Desde que haja respeito, mutualidade, felicidade e amor um pelo outro, é um casal como qualquer outro que tem TODO o direito a ser feliz e respeitado 

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.