Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

umacartaforadobaralho

"o segredo é teres sempre uma carta na manga"

Análise Psicológica: "A Rede"

rede.jpg

 

    Deu ontem a última parte da reportagem "A Rede" no Jornal da SIC, e para quem acompanhou desse lado, gostava de saber se também ficaram com as mesmas questões 'penduradas', que eu fiquei.

    Pelo que eu percebi, uma mulher dos seus 40 anos fez-se passar por mais do que uma pessoa (perdi a conta ao número de perfis falsos que ela criou) das quais roubou as suas fotos; criou uma história à volta desses personagens - que incluía o aparecimento de cancros, mortes, acidentes de viação, etc., e envolveu uma série de pessoas na 'vida' destes personagens durante 2 anos... Isto é aquilo que se sabe, porque uma grande parte de mim acredita que ela criou (e ainda mantém) muitos mais perfis falsos que ainda não foram descobertos, e que estão - ainda - a prejudicar a vida de muitas pessoas.

    E as minhas questões, que ficaram por esclarecer, são: Quais foram os motivos reais que levaram esta fulana a infernizar a vida destas pessoas (que choravam e sofriam com estas manipulações emocionais constantes)? O que lhe vai acontecer no futuro? Fica livre para "magicar" as mais sofisticadas novelas da vida real? Continua a exercer a sua atividade profissional de professora? E de mãe? Será um pedido de desculpas e meia dúzia de tostões suficientes para pagar todo o desgaste emocional que provocou, em tanta gente?

    Eu posso não ter as respostas, mas tenho algumas sugestões. A minha hipótese é que esta mulher apresenta traços de psicopatia - também chamada por Perturbação Antissocial da Personalidade. Indivíduos com esta patologia apresentam, segundo os critérios do DSM-5, um padrão global de desrespeito e violação dos direitos dos outros, por incapacidade de se conformar com as normas sociais. São conhecidos por serem mentirosos compulsivos, e por usarem nomes falsos e enganar os outros, a fim de obter lucro ou prazer. Têm ações irresponsáveis, desrespeito por si e pelos outros e uma total ausência de remorsos (indiferença por terem magoado ou maltratado alguém).

    Por isso mesmo, achava fundamental que esta mulher fosse avaliada por um técnico de psicologia/psiquiatria, e receber o devido tratamento (seja ele medicamentoso, e/ou de internamento psiquiátrico). A meu ver, não deveria dar mais aulas até obter a devida aprovação pelos técnicos; e os filhos deveriam ser alvo de visitas de um assistente social, até ser comprovado que a mãe não representava um perigo para eles.

    Isto porque, para quem não sabe, a psicopatia é dos distúrbios mentais mais graves do espectro das doenças mentais, e pode também apresentar sinais de agressividade, violência, e comportamentos sexuais exacerbados, o que - como é óbvio - coloca em risco a relação destes indivíduos com os outros...

    Algum de vocês viu a reportagem? Qual é a vossa opinião?

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

Review: Casados à primeira vista

5-3.jpg

 

    Quem daqui viu ontem o "Casados à primeira vista", na SIC?  Eu já estava super entusiasmada quando a SIC veio confirmar a sua mais recente aposta, e depois do que vi ontem, vejo que não me vou desiludir com certeza! 

    Reparei que existem algumas pessoas um pouco confusas em relação ao facto dos casais se realmente casarem ou não, e apesar de ainda não ter percebido muito bem como funciona a versão portuguesa, posso-vos dizer como funciona as estrangeiras (as quais eu já era fã!). Nos programas "Married at first sight", lá fora, as pessoas só se conhecem realmente no próprio dia do casamento, contudo elas não se chegam a casar! 

    O que acontece é apenas uma cerimónia em tom de brincadeira, e o casal vai, depois disso, viver juntos durante 8 semanas. Só ao fim desse tempo, cabe-lhes a decisão de se casarem efetivamente, ou de se separarem.

    Por aquilo que percebi, o programa da SIC vai ter algumas alterações pois todas as semanas eles vão ter oportunidade de abandonar o "casamento", algo que difere das outras versões estrangeiras.

    Em relação à estreia de ontem, gostei imenso da forma como o programa está feito. ADOREI ver a intervenção dos psicólogos (obviamente ), os testes de personalidade que aplicam aos candidatos e a forma como eles fazem a compatibilidade entre as pessoas. Até agora também gostei muito dos participantes, havendo grande diversidade: do mais cromo e divertido, até ao tipo mais atleta e sofisticado.

    Uma das coisas que posso salientar como negativo (mas isso também já acontecia nas outras versões) é o facto de, em cada episódio, misturarem a história de 3 ou mais casais, tornando o programa um pouco mais confuso. Às tantas tenho um bocado mais de dificuldade em me lembrar quem é quem, e acharia muito mais simples se em cada episódio fosse apenas a história de um casal até ao fim...

    E vocês, o que acharam do programa?

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.

"Casados à 1ª Vista"

    Acreditam em amor à primeira vista? E casamento? 

    A SIC resolveu apostar no reality show "Casados à 1ª Vista", - adaptado da versão americana "Married at first sight", - onde vários especialistas (psicólogos, sexólogos e conselheiros matrimoniais) formam casais com base nas suas personalidades, gostos e interesses, sendo que os casais só se conhecem no seu dia de casamento. Depois disso, eles vivem juntos durante 8 semanas, e ao fim desse tempo decidem se querem manter o casamento ou se preferem o divórcio. 

    Como fã de reality shows que sou, devo confessar que estou muito curiosa para saber como é que isto vai resultar em Portugal, e que género de casais vamos poder encontrar... Para já, acho que o Love on Top na TVI vai ter um adversário de peso à altura! Só esperamos que a SIC se saiba redimir depois da Super Nanny...

    E vocês o que acham sobre o amor à primeira vista? E sobre o reality show que vai começar?

Sigam-me no Instagram @umacartaforadobaralho e no Twitter @umacartafora.